quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Tristeza+Revolta= Gordura para Laninha

Agora são 01:13 da manhã, e eu estou aqui, sentada na sala com as luzes apagadas e pensando em mim, em minha vida...Não sei se vcs podem entender, mais eu vivo muito diferente das outras pessoas, as coisas que parecem fáceis para a maioria de vcs, para mim é hiper complicado.
Depois que eu fui mãe, eu não consegui fazer mais nada em minha vida (apenas ser mãe), pois bem quero deixar claro que eu amo a minha filha muito muito muito ,não é essa a minha reclamação.
Eu tenho 21 anos, eu quase não tenho amigos, e os poucos que tenho vivem as suas vidas (evidentemente que não estão comigo o tempo todo), aqui em casa a maioria do meu tempo eu estou sozinha, pq todos trabalham, eu não faço nada pra mim, exatamente nada. Eu to gorda,não namoro, não saio, não me divirto nunca, e não posso contar com ninguém para cuidar da minha filha algumas horinhas por dia (alias tenho uma amiga, que é a minha 2º mãe, e mora longe da minha casa) to me sentindo uma fracassada por ter  ficado assim.
Eu quero muitas coisas em minha vida, eu tenho muitos planos para mim, mais sinceramente, nem sei por onde começar.
Pra completar todo o meu dia péssimo, tive um desentendimento aqui com meu pai (não nos damos bem), eu queria falar muitas coisas para ele, mais honestamente não tenho coragem, e nunca vou ter... sabe aquela  sensação de vc viver a sua vida toda com uma pessoa que vc não sabe quem é?eu vivo essa situação, ele nunca me bateu, ele não bebe, não fuma (graças a Deus), mais eu sofri muito com ele, e sofro ainda, pois me recordo de coisas da infância ate hj depois de adulta, teve uma época da minha vida que eu tive muita inveja das pessoas que tinham um pai legal, eu nunca senti o carinho de ter um pai, eu não sei como é ser filha de um pai, meu pai nunca me abraçou nunca me incentivou, e nunca demostrou nenhum afeto por mim. Apesar de tudo a minha mãe é a minha verdadeira heroína, graças a ela eu e meu irmão não trilhamos o caminho do mal, por isso eu não sei viver longe dela, ela é a minha única protetora (eu dependo disso).
Eu sou nervosa, mas sou muito emotiva, a minha vida chegou  a um ponto que eu não estou mais dando conta, eu olho para mim e vejo como eu estou, e como eu era, as pessoas que me conhecem não entendem, porque eu não falo da minha vida para elas, me veem com um sorriso no rosto, mais não sabem a dor que eu carrego dentro de mim, desde que eu tive consciência da minha vida, eu não consigo falar do meu pai sem chorar, essa é a única coisa na minha vida que eu não vou mais conseguir resgatar  "a minha infância que ele destruiu".
Se deixar, eu fico aqui falando infinitamente falando sobre esse assunto, alias quando estou nervosa a 1º coisa que me ocorre é a comida, por esse motivo hj quando me deu aquela fome por causa da ansiedade eu tomei um copo de leite com linhaça dourada...
Post grande esse... será quem vai ler tudo hein?,mesmo assim eu queria desabafar com vcs a minha tristeza, assim eu fico mais leve para dormir...
Boa noite...alias Bom dia !!!

16 comentários:

Rosana disse...

Laninha, acabei de conhecer o seu cantinho e fico feliz por ter entrado aqui hoje. Mesmo vc estando trisitnha, pois parecia eu falando do meu pai. Tb passei por uma infancia dificil, meu pai nunca ligou pra mim e minha mãe sempre me maltratava, me xingava e me batia,ela era alcolatra e ele presidiário nessa epoca. Foi uma fase bem dificil,mas graças a Deus passou e hoje eu procuro enxerga-los diferente, depois de muita terapia consegui me desvencilhar de muita raiva e rancor que guardava no peito...Hoje em dia, perdoei meu pai por ter me abandonado quando crianca, mas a minha mãe ainda esta engasgada... vendo vc falar ,so consegui pensar na sua filhotinha. Ela precisa tanto de vc, precisa que vc seja forte e supere tudo isso. Precisa que vc se cuide,se ame e viva da melhor maneira,mesmo com tantos percalços. sei que não deve ser fácil pra vc conviver na mesma casa com o seu pai ja que vcs nao se entendem, mas pense nisso como um momento, UMA FASE DA SUA VIDA, QUE COMO TODAS, VAI PASSAR. Procure fazer coisas que te dão prazer, por pequenas que seja, e não se esconda porque esta a cima do peso,viu! Você é nova, tem muito pela frente e pode mudar este quadro com pequenas atitudes.
Desculpe o falatório logo na primeira visita,mas senti que poderia ajudar de alguma forma. Espero ter conseguido. Virei amanha ver se está melhor.
beijos, fique bem!!!

·.¸¸.·**Vivi**·.¸¸.· disse...

Oi Laninha! Li tudinho. Olha só, enta pensar pelo lado positivo, apesar dos percalçaos, vc seguiu o caminho do bem, vc e seu irmao. Alem dissi, a menos vc tem sua mae te dando apoio, pensa quantas pessoas nao tem nem o carinho do pia, nem da mae, nem de ninguem!
E com relacao a viver uma vida alem de ser mae, concordo, vc precisa mesmo tomar as redeas ai e ser a Laninha mae, filha, amiga, profissional, mulher, namorada, tudoooo, afinal ninguem pode ser só mae!
Beijinhos e força viu??

Smiley disse...

Deus fecha uma porta mas abre uma janela. Apesar de não teres o carinho do teu pai aproveita o carinho de outras pessoas...do marido, da filha, da mãe. Não devemos viver agarrados ao q não temos mas desfrutar do q temos! Agora falando do ter tempo para ti e mudares isso, sugiro q faças um plano, uma coisa de cada vez e te foques nisso.
Bjo grande

RAFAELA O. SAHIB disse...

Amiga, me doeu o coração ler seu post. Se eu pudesse estar ai ao seu lado pra te dar um super abraço... Olha vou de contar o que faço quando estou assim com o coração triste, eu fico procuro um cantinho onde fique sozinha e começo a conversar com Deus, muitas vezes ja pedi a Ele que confortasse meu coração e tirasse toda tristeza que eu sentia com relação ao meu pai tb, chorava bastante mas depois dormia como um bebê. Sabe o que mais me conforta, saber que Deus é um pai maravilhoso e esta sempre ao meu lado principalmente quando preciso.
Amiga se precisar conversar ou apenas desabafar, pode contar comigo, anota meu email tecnologaprocessosgerenciais@gmail.com

Jaqueline disse...

Laine, tbém vivi 03 anos p meu filho. Trabalhava fora e deixava c babá, mas me sentia a pior mãe do mundo por essa situação. Descobri q a babá não cuidava bem dele. Hj ele tá na escolinha, ama ficar lá e estou super bem (voltei a cuidar de mim). Então te digo, vá viver a sua vida (trabalhar, estudar) sua bebê vc pode deixá-la na escolinha ou na creche (eles amam pq convivem c outras crianças e se desenvolvem bem mais). Vai por mim, experiência própria. Qto ao seu pai, não o culpe , as vezes as pessoas não sabem demonstrar afeto, mas isso não quer dizer q não nos amam. Perdoe, tire essa mágoa de dentro de vc e pensa daqui p frente. O passado ficou lá atrás e não pode ser mudado, mas o futuro sim. Perdoar alivia o nosso coração. Bjinho!

Giovanna disse...

Oi mocinha, deixa eu te perguntar uma coisa? onde vc mora não tem creche? ou vc optou não deixar a bebê la? digo isso para vc sair um pouco, procurar um trabalho meio periodo, ou integral, ou fazer um curso.
Isso ia deixar vc mais confiante e feliz.
eu não lhe conheco pessoalmente, mas sinto que vc e uma mulher linda e vitoriosa.
Dificuldades todos temos,e temos que arranjar soluçoes para modificar esse estado.
EStarei aqui orando por vc.
bjos

gi

Diane disse...

Oi Linda, eu te entendo, mas olhe creia em Deus, peça a ele a direção, arruma uma creche para sua filhota e bora correr atrás das coisas, trabalhar irá te fazer muitissimo bem! Conte conosco ! Creia em Deus, bjao e força ai flor

Thalita Loraynny disse...

Oi Laine...
Queria estar perto, e poder falar tudo pessoalmente e te dar um abraço. Eu te entendo perfeitamente, sei o q é não ter um bom relacionamento com o pai, só não sei o q é ser mae. Mas consigo imaginar o q vc esta passando. Querida, meu pai tbm nunca foi presente, nunca foi carinhoso...enfim...no dia da minha formatura na faculdade, ele me ligou e disse: "Parabéns, eu tenho muito orgulho de vc, pq vc conseguiu tudo sozinha, e eu nunca pude te ajudar em nada, eu te amo!". Foi a primeira vez q ouvi um eu te amo dele. Pensei q a minha vida toda, eu só queria isso, ele nao precisava de ter me dado nada, bastava o apoio, mas pensei, q se tivesse tido a ajuda e o apoio dele, talvez nao tivesse conquistado nada. Compreendi q as coisa aconteçem da forma q tem q acontecer, e q isso é para crescimento pessoal. Perdoe a ausencia do seu pai,e segue em frente.
Vc precisa fazer algo por vc. Eu sei q sua filha precisa de vc, mas vc nao vai se tornar uma mae ruim, se sair com seus amigos. Se cuidar de vc, se pensar em vc um pouquinho.
Tenho certeza que ela quer a mae dela bem e feliz.
Nós somos os arquitetos da nossa vida. Temos o poder de construir de mudar, entao mude e construa a sua.
Estamos aqui pra te apoiar no q for preciso.

Bjus***

Meu emagrecimento disse...

Laninha, PARA! ACORDA PARA TUA VIDA AMIGA.
Esquece o que te aconteceu no passado, não vai mudar só com teu sofrimento.
Tu tá te matando por dentro guria.
Meu pai também nunca me deu carinho, nem apoio, nem nada.Me sentia orfã de pai.
O que fiz?
Sofri muito, mas teve uma hora que dei um basta.
Esqueci que ele existia, não preciso da consideração dos outros para viver.Preciso é da minha.
Tu nasceu sozinha e deve conseguir andar sozinha pela vida(faz parte).
Teu pai tem limitações como qualquer um de nós.
Não sei como é teu relacionamento com ele, mas tu tem que reagir.
Até quando tu vai deixar os outros liderarem tua vida?
Temos que viver como dá e não esperar que os outros sejam como a gente quer.
Amiga sei que é penoso, mas te ama primeiro.
Só conseguimos algo se nos colocarmos em 1º lugar sempre.
Estou aqui sempre para te apoiar, mas amigas puxam a orelha também.rsrsrs
Beijinhos

Meu emagrecimento disse...

Você é um amor Laninha.
Conte sempre comigo
Beijinhos

Andressa Orlandi disse...

Laninha,

Cheguei atrasada para ler seu post, mas vim e vou vir sempre.

Relacionamento é complicadissimo, se eu fir te contar minha história vamos nós duas chorar juntos, mas vamos pensar pelo lado positivo?

Vc é linda, mãe, amiga e uma mulher incrivel.

Eu adoraria estar bem pertinho de vc, ia baterbna sua porta e dizer " vamos caminhar?".

Conte comigo sempre e a qualquer hora do dia.

Bjs

Lilian disse...

Flor não sei ao certo o que seu pai lhe fez ou se foi só porque não foi um bom pai, mas acho que vc não pode ficar com essa desculpa pra sempre se sua vida está estagnada foi por opção sua se vc engordou como vc mesmo disse foi porque vc quiz agora é hora de assumir e tomar as redeas da sua vida, vc já parou pra pensar que está reclamando de barriga cheia que muitas moças que não se dão com os pais ao invez de engravidar arranjam trabalho e saem de casa se ferram morando em pensões mas não precisam de ouvir desaforo de ninguem que não pague salário.
Sua filha tem pai vivo ele a ajuda no sustento e poderia ajudar tbm nos cuidados nem que fosse 2 fins de semana por mês, durante a semana o ideal é creche (meu filho entrou com 2 anos) e eu nem trabalho fora assim vc não teria que deixar com estranhos e nem pedir favores a ninguem e poderia ter uma vida social e trabalhar tbm.
Trabalhando vc teria chance de conhecer pessoas diferentes conversar não importa do que seja, eu só trabalho na produção (não tenho estudo), mas é dai o importante é ter seu dinheiro e mais não teria nem tempo pra bater de frente com seu pai, vc mora na casa deles, meu pai é um bom pai, alcoolatra, pobre, nunca teve muito tempo pra familia mas eu não posso reclamar nunca deixou intencionalmente faltar o que comer quando faltava faltava pra ele tbm ele fazia o que fosse necessario pra levar comida era o melhor que ele podia, apanhar, eu apanhei até ficar mocinha meus irmãos tbm nos aprontavamos, nunca ganhamos presentes e roupas era quando alguem dava, fruta só do quintal dos vizinhos as coisas começaram a melhorar quando os mais velhos começaram a trabalhar aos 14 anos.
Vc pelo menos engravidou e não foi expulsa de casa como a maioria das moças, minha cunhada foi expulsa só porque não era mais virgem nem comida a mãe dela deixava ela pegar por sorte ela e meu irmão (ele passou a sustenta-la)e quando ela engravidou eles juntaram e ficaram morando em casa, quando eu me separei do meu primeiro marido eu não tinha filho e mesmo assim meu pai não me aceitou na casa dele fiquei magoada mas entendi o lado dele afinal eu sou adulta pra casar então teria que ser adulta pra me bancar.
Flor pense bem, sempre vai ter gente numa situação muito mas muito pior que vc e nem porisso se refugia na comida ou coloca a culpa em terceiros.
Agora é hora de se assumir e se cuidar tem um blog muito legal de uma menina que depois de ter filho mesmo amamentando ela emagreceu 20kg http://umaoutra.wordpress.com/ fazendo vigilantes do peso passou fome claro que passou né e amamentou mas nada impediu de alcançar o objetivo dela.
Bjs linda é hora de vc ter o seu recomeço desculpas se peguei pesado mas tem hora que um sacode é mais necessario que um tapinha nas costas.

Lilian disse...

Se vc quizer eu lhe passo os links para pegar os livros dos Vigilantes do peso em pdf me ajudaram muito e ainda ajudam.
Bjs

Deborah Medeiros disse...

Laine,
Minha mãe tem a mesma sensação que a sua... Mas ela resolveu dar a volta por cima, hoje faz o que gosta! Sei que com filhos pequenos e mais difícil, mas tente se reerguer e fazer o que gosta ou algo que faça você se sentir útil. Pois só assim será possível trilhar um novo caminho na sua vida.

Beijos

·.¸¸.·**Vivi**·.¸¸.· disse...

Isso ai Laninha, força, vira a pagina (poe outra postagem ai mais otimista) e bola pra frente!! :-)
Beijinhos!

Taís Lott disse...

Nossa.. eu tb me sinto um peixe fora d'agua.. meu pai tb eh superna dele, naum conversa cmg.. tipo num cv com ngm, eh na dele e isso me deixa mto mal, qdo criança morria e inveja das minhas amigas q tinham um pai super carinhoso.. Isso me atrapalhou muito.. ate hoje.. A unica vez que lembro de ter gnhado um abraço dele foi esse ano no dia do meu aniversário.. qse chorei na hora, fiquei ate boba assim.. Ele aos poucos ta mudando, ele tem serios problemas cardiacos, e então mudou um pouco..

Mais num fica assim naum, vc naum ta sozinha nesse barco.. foca na sua filha, e faça para ela o q nunca ngm fez pra vc !
beijão, se cuida